Newsletter

Medicamentos Genéricos

 

 

MedGenericoO medicamento genérico é aquele que contém o mesmo fármaco (princípio ativo), na mesma dosagem e forma farmacêutica, é administrado pela mesma via e com a mesma indicação terapêutica do medicamento de referência no país, apresentando a mesma segurança e eficácia que o medicamento de referência, podendo este ser intercambiável.


É designado pela sua Denominação Comum Internacional (DCI) ou, na falta, pelo nome GENÉRICO, seguido da dosagem, da forma farmacêutica e da sigla "MG" (Medicamento Genérico) ou apenas "G" (Genérico), que devem constar do seu acondicionamento secundário e reúne cumulativamente as seguintes condições:

  • ser essencialmente similar a um medicamento de referência já introduzido no mercado e as respetivas substâncias ativas fabricadas por processos caídos no domínio público ou protegido por patente de que o requerente ou fabricante seja titular ou explore com autorização do respetivo detentor; e,

  • não se invocar a seu favor indicações terapêuticas diferentes relativamente ao medicamento de referência.

 


TIRE SUAS DÚVIDAS
 
 

Icon1O que são medicamentos genéricos? 
São aqueles que contém o mesmo fármaco (princípio ativo), na mesma dose e forma farmacêutica, é administrado pela mesma via e com a mesma indicação terapêutica do medicamento de referência no país, apresentando a mesma segurança que o medicamento de referência no país, podendo este ser intercambiável.

 

Icon2O que são medicamentos de referência? 
São, normalmente, medicamentos inovadores, cuja eficácia, segurança e qualidade foram comprovadas cientificamente, por ocasião do registo junto ao Ministério da Saúde. São os medicamentos que, geralmente, se encontram há bastante tempo no mercado e tem uma marca comercial conhecida.

 

Icon3O medicamento genérico tem o mesmo efeito que o medicamento de marca? 
Sim. O medicamento genérico tem a mesma eficácia terapêutica que o medicamento de marca ou de referência. O medicamento genérico é o único que pode ser intercambiável com o medicamento de referência, visto que foi submetido ao teste de bioequivalência.

 

Icon4O que é o teste de equivalência farmacêutica?
O medicamento genérico deve possuir equivalência farmacêutica em relação ao seu respetivo medicamento de referência, ou seja, deve conter o mesmo fármaco, a mesma dosagem e forma farmacêutica. O teste de equivalência farmacêutica é realizado "in vitro" (não envolve seres humanos), por laboratórios de controlo de qualidade.

 

Icon5O que é o teste de biodisponibilidade?
A biodisponibilidade relaciona-se à quantidade absorvida, a velocidade do processo de absorção do fármaco libertado e a forma farmacêutica administrada. Quando dois medicamentos apresentam a mesma biodisponibilidade no organismo, a sua eficácia clínica é considerada comparável.

 

Icon6O que é o teste de bioequivalência? 
O teste de bio equivalência consiste na demonstração de que o medicamento genérico e seu respetivo medicamento de referência (aquele para o qual foi efetuada pesquisa clínica para comprovar sua eficácia e segurança antes do registo) apresentam a mesma biodisponibilidade no organismo. A bio equivalência, na grande maioria dos casos, assegura que o medicamento genérico é terapeuticamente equivalente ao medicamento de referência, ou seja, que apresenta a mesma eficácia clínica e a mesma segurança em relação ao mesmo.

 

Icon7Qual a vantagem de comprar o medicamento genérico? 
Pela comprovação da boa qualidade do medicamento genérico e pelo menor custo, em relação ao medicamento de referência.

 

 

Icon8Porque é que a compra do medicamento pelo princípio ativo fará baixar o preço do medicamento? 
Os fabricantes de medicamentos genéricos não necessitam fazer investimentos em pesquisas para o seu desenvolvimento, visto que as formulações já estão definidas pelos medicamentos de referência e que servirão de parâmetro para o fabrico. Outro motivo a ser considerado diz respeito ao marketing. Os fabricantes de medicamentos genéricos não necessitam fazer propaganda, pois não há marca a ser divulgada.

 

Icon9É preciso de uma receita médica para comprar um medicamento genérico?
Sim. Qualquer medicamento, exceto os de venda livre, seja de marca ou genérico, deve ser vendido mediante prescrição médica. A automedicação é uma prática perigosa.

 

Icon10Em que outros lugares do mundo os genéricos já foram implantados?
Os Estados Unidos e muitos países da Europa já adotam políticas de incentivo à utilização de medicamentos genéricos há mais de 20 anos. O mercado mundial de medicamentos genéricos cresce, aproximadamente, 11% ao ano. Nos Estados Unidos, a participação do receituário de genéricos alcançou cerca de 42% das prescrições. Os EUA, o Japão e a Alemanha representam cerca de 60% do mercado mundial de genéricos, cuja expansão é inevitável.

Copyright © 2017 ARFA - Agência de Regulação e Supervisão dos Produtos Farmacêuticos e Alimentares. Todos os direitos reservados.
Joomla! software livre. Licença GNU GPL.